sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Descobertas pós-parto

Existem certas coisas que acontecem depois do parto, mas que ninguém fala para você. Todo mundo sabe que muda tudo, que é maravilhoso, amor maior do mundo e que também é uma nova adaptação, mas a prática do negócio todo passa longe dos comentários por aí. Por isso, aí vai uma listinha das bizarrices e peculiaridades desde período louco na vida da gente:

*Leiam com paciência que eu demorei mais de uma semana para fazer esse post! uhu!

- O nascimento é rápido demais. No caso da cesárea, eu achei que o procedimento todo foi como um furacão, não deu nem tempo de absorver. O que demora uma eternidade é tirar a placenta e costurar todas aquelas coisas necessárias. Além disso, a recuperação é terrível e você não pode falar nada. Pra mim, ainda foi pior porque fiquei longe das meninas.

- Sangra demais depois do parto. É fato. As enfermeiras colocaram uma fralda logo depois da cirurgia para segurar o tranco e você só sente aquela coisa descendo como um rio. Até uma semana depois o fluxo é forte. O absorvente enorme que eles dão na maternidade dá conta, depois meu conselho é usar os noturnos. O meu sangramento foi diminuindo, mas durou quase 30 dias.

- Choros compulsivos acontecem. E os mais discretos também. Isso não quer dizer que você está com depressão ou ficou louca de vez. Chora mesmo, deixa o negócio fluir que passa. Eu confesso que fiquei noiada um pouco com isso e prometi par mim mesma que pelo menos um dia ia ficar sem chorar. Agora a coisa é mais ou menos dia sim e dia não.

- Movimentos são limitados. Depois da cesárea é difícil fazer qualquer coisa, ainda bem que nosso único trabalho é amamentar e carregar bebê. O banho era um verdadeiro martírio, eu ficava super cansada. Eu ainda me forcei a andar para ir na UTI menos de 24 horas depois da cirurgia. Depois todas as mães do corredor me odiaram porque as enfeirmeiras me usaram de exemplo "a mãe das gêmeas já andou e você aí de frescura". Socorro. Também demorou os 30 dias para passar o mal-estar e a fraqueza.

IMG_6001

- Cara diferente. Parece loucura, mas a cara da gente muda. Dois dias depois do nascimento das meninas eu me olhei no espelho e me achei diferente. Não por dentro, a fisionomia muda mesmo. Eu ficava me analisando e achei meu olho estranho. Acho que era o inchaço também, mas enfim. Você muda e muito!!!

- Nada de esquecer do marido. Tinham me falado que depois que a gente tem filho descobre um novo amor e acaba se questionando o tanto que amava o marido, " e que nada se compara". De forma alguma isso aconteceu comigo. Meu amor pelo Marco ficou ainda maior e mais forte, é impressionante. Me sinto ainda mais apaixonada e sortuda por estar passando essa experiência do lado dele.

- Oi? Você me conhece? A maternidade não traz apenas o melhor e o pior da gente, mas outras partes desconhecidas e escondidas lá no fundo. É incrível como a gente se livra de alguns conceitos, paga a língua, quebra cara, fica vunerável e forte ao mesmo tempo, mas isso é um papo para outro post. Até lá, quando eu conseguir algum tempinho para escrever aqui.

13 comentários:

  1. Pelo visto, não são só Maria e Isabella que estão crescendo... :) Foi aquilo que escrevi no cartão que te entreguei no hospital. A maternidade nos transforma e nos torna melhores. Você está amadurecendo muito com esse aprendizado a 4 mãos. Orgulho!

    Ps: depois tem que trocar o quem sou eu do cabeçalho do blog. Voce ainda está grávida!

    ResponderExcluir
  2. Oi Tati, eu to amando ler seu blog, to gravida de 20 semanas e suas experiencias tem me ajudado e acalmado. É impressionante como as pessoas acham que a partir do momento que vc está gravida, ficou burra... o tanto de gente querendo ensinar o mais simples que qualquer uma sabe é demais....rsrs
    Então quando tem uma mae de primeira viagem como vc contando as experiencias, angustias e etc vale muito a pena ler...
    Obrigada por dividir conosco e de forma tão gostosa de ler...
    Bjoks em vc e nas suas lindas meninas.
    Renée

    ResponderExcluir
  3. Tati, eu simplesmente adoro seu blog mas nunca deixei nenhum comentário.
    Eu cito ele constantemente pras amigas, primas, cunhada ou qq pessoa que fale de filhos/famílias modernas!

    Acompanho via os links que o Sabá deixa no facebook (trabalhei com ele na SetteGraal)!

    Enfim, só sei que este post foi ainda mais legal, pois minha cunhada ganhou bebê na quarta-feira agora, foi cesárea, e tudo que vc falou ai em cima, eu vi na prática que acontece e tá acontecendo com ela.

    Parabéns pelas suas meninas, e por escrever um blog tão, mais tão tão gostoso de acompanhar!

    De uma leitora que te admira;
    Roberta Dantas

    ResponderExcluir
  4. Eu adorei tudo q vc escreveu, td tãao lindo e real!
    esse blog é apaixonante,
    bjs Tati e nas gêmeas tb!

    ResponderExcluir
  5. Que bom que ninguém fala mas você falou ou melhor dividiu com a gente tudo que tem passado e ainda sendo mãe de gêmeas isso é muito bom, adorei tudo e li com paciência tudinho viu rs..., com certeza a mãe se transforma depois da chegada do bebê, sei que muitas mudanças estão por vir, e quero me preparar para elas.

    Obrigada por compartilhar conosco.

    Um Grande Beijo

    ResponderExcluir
  6. Perfeito Tati!
    Beijoca,
    Rô, mãe dos gêmeos Rute e Miguel

    ResponderExcluir
  7. Muito bom Tati, estou adorando as coisas que escreve sobre essa experiência de ser mãe. Tenho aprendido muito com os seus posts, eles me fazem entender o que é ser mãe e me preparam para quando esse momento chegar!

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Concordo muito com os choros compulsivos, eu chorava com uma vontade!!Depois vai passando, é incrivel! Mas minha cesárea foi ótima, só tive muita dor quando levantei a primeira vez,mas 14 hrs depois eu já estava indo na UTI ver minha filha. Mas não sangrei quase nada!! No dia que fui pra casa já usava um absorvente normal. Parabéns pelas meninas!

    ResponderExcluir
  9. Puura verdade,é tanta coisa para contar que esquecemos dessas partes .. rsrs

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Tati mil parabens pelas Gemeas lindas de viver.
    Eu estava no Brasil por 02 meses mas foi tao corrido. Nem deu para entrar no seu blog....anyway...Vc agora e mae em dose dupla...acho que ja notou que a maternidade muda E COMO....
    Hoje por exemplo posso dizer que sou um ser que foi transformada pela maternidade muita coisa mudou em mim e na minha vida, na maneira de encarar, questionar e enxergar as coisas. Já me considero uma pessoa mais paciente, menos estressada, chata e neurótica, mais útil, pois tenho alguém que depende de muito de mim...as dores(muitasssssssssssssss) que senti antes de nascer o meu filho que na epoca nasceu com apenas 33 semanas e 1.600kg. Qdo o mesmo foi para UTI e la ficou por 29 longos diassssssssss e eu so com meu esposo para me ajudar....pois nao tenho outro parente aqui na Irlanda...foi punk....amo ser mãe e nem ligo quando meu pequeno chora....mesmo eu morrendo de sono sempre...mas resumindo durmo menos do que gostaria, meus banhos são rápidos, não vejo filmes ou leio livros da maneira que antes fazia...estou sempre ocupada com algo mais importante...meu filho que quando acorda sorri com o sorriso mais inocente e puro todas as manhas. Tenho que curtir esses momentos que a maternidade proporciona pois sao unicos...ademais sei que tudo isso vai mudar e não demora...essa vida passa muito rápido...pois meu filho ja esta com 09 meses...
    Parabens pelas meninas. bjosssssssssssssssssssss

    .

    ResponderExcluir
  12. Adoro seus post Tati! Obrigada por compartilhar aqui suas experiencias que agora para mim sao muito uteis. Felicidades para vcs! Bjs

    ResponderExcluir
  13. Aiiii que medinho... meu filhote está pra nascer logo menos e a ansiedade é total e irrestrita... numa dessas acho que o que mais oega é esse medo pelo desconhecido que vem depois do parto (não que o parto em si já não assute um pouquinho..rsrs)
    Parabéns pelas meninas e pelo blog!

    descobriqueestavagravida.blogspot.com

    ResponderExcluir