sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Momento para pausa - criança doente

Sabe aquela coisa que a sua avó dizia "que com criança as coisas mudam muito rápido" e você custava acreditar? Então, acontece que é verdade.

Acordei ontem desanimada, cansada, com vontade de ir pra minha casa, que nunca fica pronta, e tudo só piorou quando vi que a Maria estava começando a ficar gripada, com nariz escorrendo e um pouco de febre. Há uns dois dias, ela não dormia direito, primeiro achamos que era dente, depois só uma fase mesmo, mas era isso, gripe. Ela acordou 6h30, dei a vitamina, remédio e as duas voltaram a dormir de novo, depois acordaram. Nesse meio tempo, pra completar, eu tive um enjoo forte e vomitei todo o meu café da manhã, pensei que talvez fosse emocional, estresse puro, vontade de colocar algumas coisas para fora, já que eu não tinha isso há um bom tempo.

Sem título

Depois seguimos com a nossa manhã, resolvi passear com elas de carrinho até o mercado, comprei suco e água de coco, brincamos um pouco lá fora, almoço foi meio caótico, banho e soneca. Elas dormiram bastante e eu consegui descansar, mas quando acordaram levei um susto. Maria mal conseguia abrir o olho e estava pelando de febre. Nem consegui medir direito, mas deu mais de 39°. Olhei pra Bella e falei: "você vai ter que ajudar a mamãe a cuidar da Maria, ok?" E tive a ilusão de que ela entendeu. Tirei ela do berço e levei a Maria pro banheiro para molhar o rosto e limpar o nariz que estava escorrendo. Fui na cozinha e dei água de coco pras duas, elas tomaram dois copos!

Deixei a Maria no chão um pouco e ela começou a tremer. Peguei no colo e nada de parar de tremer, entrei em um mini desespero e liguei pro Marco já chorando. "Vamos ter que levar na emergência agora!". Ele meio descrédulo (homens!), mas disse que vinha pra casa e corri com ela pro chuveiro. Bella veio atrás e foi a primeira a entrar no banho. Se divertiu horrores enquanto a irmã chorava e eu junto! Depois, enrolei ela na toalha e coloquei em cima da cama da minha sogra. E ela ficou lá quietinha, tremendo, vi que era frio e cobri. Na minha cabeça, pensei, se ela tiver convulsão o que eu faço mesmo? Liguei pro Marco de novo pra garantir o procedimento (que tem explicadinho aqui). Peguei a Bella e deitei ela do lado da irmã (foto acima). Corri pra cozinha e bati uma vitamina pras duas, acho que fiz em um minuto. Depois elas ficaram ali deitadinhas. Bella fez carinho na irmã e chamou ela de neném. A tremedeira foi passando e eu ficando mais tranquila. Meu pai me ligou no meio de tudo e eu comecei a chorar compulsivamente no telefone, deixando ele super preocupado, mas depois disse: "tá tudo bem agora, pai, desabafei".

Fomos pra emergência, sintomas: nariz escorrendo com meleca verde, olhinhos inchados com remela verde, chiado no peito e febre. Fizemos o raio-x e ela quietinha no meu colo o tempo inteiro, enquanto Marco passeava com a Bella. Diagnóstico: o médico olha pro exame e diz: "Ela tem bactérias no pulmão". E eu, a louca: "bactérias, doutor? Eu nunca ouvi falar disso". E ele me olha com a cara mais estranha do mundo. "Ah, tá é pneumonia! Abafa, doutor, não estou pensando direito". Socorro. Sim, pneumonia bacteriana da noite pro dia. Me deu uma dó da minha menina, como eu imagino que todas as mães sentem quando os filhos estão doentes. Primeira vez que ela teve febre alta ou qualquer doença qualquer, eu sei que eu sou sortuda, mas ainda sim sofrendo, aqueles olhinhos vermelhos e pequenos, me matam. Por isso, momento para pausa e cuidar da cria. E torcer, como todos as mães de gêmeos que passam por isso, para que a Bella não pegue também. E, sim, as coisas com criança mudam muito rápido, melhor sempre é levar logo pro médico. Conselho de avó também.

11 comentários:

  1. ah, como eu te entendo nesse relato. Semana passada, na 5a, febre passando de 39 também. Hemograma e raio-x... apareceu a Infecção bacteriana de vias aéreas superiores (sinusite e ouvido). a febre entre 39 e 40oC durou até sábado e mãe de gêmeos aqui quase louca, torcendo também para minha menina não pegar. :(
    enfim, agora tudo está voltando ao lugar. boa sorte aí com suas meninas e logo tudo volta ao normal (se é que nossa vida é normal, né? rsrs). grande beijo

    ResponderExcluir
  2. Tenho gêmeas! Fico desesperada quando uma adoece!! Daí logo penso: Meu Deus espero que a outra não pegue!!! Já fico com dó de uma imagina de duas!! Espero que sua menininha fique boa logo!!

    ResponderExcluir
  3. Tati.
    Acompanho seu blog já faz um bom tempo. Amo. sou mãe de duas crianças com idades diferentes, e sempre passo por coisas malucas com os dois...Sinto você como uma pessoa da família, já que estou sempre com o família moderna aberta qui em casa, meus filhos já conhecem a Bella e a Maria de ver fotos. Semana passada o meu filho mais novo (3 anos) teve exatamente os mesmos sintomas da Maria...essa tremedeira me assustou muito, sai correndo pro pronto socorro e só saí 3 dias dpois. Ele teve o mesmo diagnostico. Fiquei pensando, será que é esse clima seco do centro oeste? Moro em Goiânia, e a sequidão aqui é brava! bom, de qquer forma ontem passei pelo médico e meu nenem já está ótimo. Desejo muita saúde pras meninas e pra você também.
    PS Tô louca pra ver esse blog virar um lindo manual impresso para mamães modernas!!
    Renata

    ResponderExcluir
  4. Oun, deve ter sido (estar sendo) tão difícil!
    Força aí, Tati! Logo logo a Maria tá bem de novo você vai ver :)

    Abraço apertado!

    ResponderExcluir
  5. Tati quando der febre temos que investigar rapido, o pediatra da minha filha me disse que dente ao contrario do que pensamos NAO causa febre mas sempre leva a fama.. melhoras para Maria, criança assim como adoece rapido graças a Deus recupera rapido tbem..bjoo

    ResponderExcluir
  6. Poxa é de cortar o coração, estou aqui torcendo pr que ela melhore logo, como diria um grande amigo meu força na peruca Tati!! Como mãe sei que não é facil ver os filhos doentes;

    ResponderExcluir
  7. Ai sofri junto lendo esse post.. E a Bella entendeu com certeza! Beijos! Precisando é só ligar!

    ResponderExcluir
  8. Ri e ao mesmo tempo chorei lendo este post. Muito lindo a forma que cuida e se preocupa com essas meninas lindas *-*

    ResponderExcluir
  9. Passando pra fazer minha visitinha semanal e pra ler os posts atrasados que não li!
    Beijos, tenha um ótimo domingo e uma boa semana!

    www.mamaenadia.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Tati, melhoras para a Maria. Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Oi Tati,

    Descobri seu blog depois que a Eli Martins do blog Encantada, fez um post sobre você, de imediato gostei do blog. Fica calma, criança é assim mesmo, quando menos esperamos, elas nos dá um susto e tanto. Fiquei imaginando vc grávida e com essas gêmeas, com uma passando mal, meu Deus. Eu me vi, anos atrás, quando minha primeira filha era pequena, agora está com 18 anos, quando ela se machucava ou adoecia, eu ficava meio que desesperada e ligava para o meu marido também. Nessa época, morávamos numa cidade no interior do Rio, devido ao trabalho do meu marido e não tínhamos família por perto. Agora com a minha filha temporã de 4 anos, já não fico tão desesperada, pois com o tempo vamos alcançando uma certa maturidade para lidar melhor com esses acontecimentos. Hoje, ajo com mais naturalidade quando a Kamilla fica doente, não é que não me preocupe, me preocupo sim, mas consigo manter mais a calma. Apesar, que quando a Kamilla era neném, ela tinha refluxo e eu tomava cada susto e me desesperava do mesmo jeitinho da época da Karen (filha mais velha), engraçado que minha filha Karen me ajudava a manter a calma, ela e meu marido.
    Espero de coração que fique tudo bem com a Maria.
    Bjs no coração

    ResponderExcluir